pizza-main

Saborear uma pizza é sempre uma boa opção para confraternizar com a família e amigos, mas o peso na consciência por sair da dieta pode fazer com que muitas pessoas evitem se render a essa tentação. Para comemorar o Dia da Pizza (10 de Julho) sem culpa, a professora do curso de Nutrição da Estácio Ponta Negra, Thais Araújo, dá algumas dicas preciosas. Segundo a professora, sabendo escolher os ingredientes e o tipo de massa corretamente, é possível render-se à tentação, sem se preocupar com a balança.

A nutricionista explica que as pizzas com massa integral são uma ótima alternativa para quem está de dieta. A principal vantagem é que a farinha utilizada não passa pelo processo de refinamento, preservando melhor os seus nutrientes e fibras, fundamentais no aumento da saciedade, melhora do funcionamento intestinal, controle da glicemia e redução nos níveis de colesterol.

A nutricionista alerta que para deixar a pizza mais saudável é preciso ficar de olho nos recheios. O ideal é escolher sabores simples como mussarela, marguerita ou atum e agregar ao recheio pelo menos uma opção de legume. Para a redução do teor de gordura, optar por um queijo mais magro como a ricota, pode ser uma boa pedida. Os molhos de maionese, mostarda e catchup também devem ser evitados, pois possuem muito sal. Outra dica é evitar participar de rodízios, porque a diversidade de sabores faz com que a refeição fique mais calórica.

Para quem está de dieta, as pizzas doces também não são boa opção. Além disso, consumir pizza durante a noite aumenta o acúmulo de gordura corporal, devido à quantidade elevada de carboidratos. Thais diz que, à noite, o ideal é consumir alimentos leves como saladas e sopas e deixar a pizza para comer durante o dia e uma vez por semana. “É importante que as pessoas aprendam que todos os alimentos são permitidos, porém é preciso consumir com moderação e consciência”, declarou.

Imagem: Divulgação/Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *