eleicoes-2016
Imagem: Divulgação/Internet

Levantamento do TSE aponta que mais de 3,3 mil de pessoas se candidataram às eleições municipais usando o título religioso no nome de campanha

Um levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aponta que o número de candidatos que usam o título de pastor para concorrer às eleições de 2016 teve um aumento de 25% em relação às últimas eleições municipais, em 2012. São 2.759 candidatos, incluindo vereadores, prefeitos e vice-prefeitos, que se cadastraram com a palavra “pastor” no nome de campanha.

Os dados do TSE  apontam ainda que mais 557 candidatas se cadastraram como a palavra “pastora”, totalizando 3.316 pessoas que fazem uso do título religioso – em 2012 eram 2.643 candidatos. Outras 15 pessoas utilizam variações como “pastorzinho” e “pastorzão”, enquanto 39 foram cadastrados com o nome em referência a outro pastor, como “Raquel do Pastor João”.

Ao todo, são mais de 6.600 nomes registrados no TSE com referências de cunho religioso. Entre eles estão 150 políticos que usam o título de “padre” antes do nome para se candidatar e outros 44 utilizam algum padre como referência no nome de urna.

Pesquisa também encontrou 2.186 candidatos registrados como “irmão” e 841 como “irmã”. Além disso, há 63 “pais”, 37 “mães”, 62 “bispos” e seis “freis”, entre outras referências como “Homem de Deus” e “Abençoado”. O levantamento do TSE considerou apenas palavras que não fazem parte nome ou do sobrenome de registro do candidato.

Opinião & Noticia

Fontes:
G1-Número de candidatos pastores cresce 25% em quatro anos
Correio da Bahia-Número de candidatos pastores tem aumento de 25%, aponta TSE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *