pesquisalarisssarn
Foto: Diretores do Sindicato divulgam pesquisa sobre o mercado imobiliário de Natal e Grande Natal
Mantida a velocidade de vendas (IVV) do trimestre julho, agosto, setembro, quando foram comercializadas 494 unidades, e não ocorrer lançamentos, em um ano e quatro meses o estoque de imóveis à venda em Natal e Grande Natal se esgotará.
Desde maio do ano passado que não ocorrem lançamentos nas duas regiões. A exceção, no trimestre, foi o lançamento de 221 lotes em condomínio.
A oferta de imóveis para residência, que era de 6 mil unidades há três anos, quando a pesquisa Sinduscon/Consult começou a ser feita, atualmente está em 2.700 unidades.
Essas informações fazem parte da pesquisa trimestral divulgada nesta terça-feira, 06, pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil.
Para a Diretoria do Sinduscon, um dos efeitos dessa situação será o aumento no valor dos imóveis a partir de março, abril do próximo ano. Com menos imóveis disponíveis para vendas, a lei da oferta e da procura deverá prevalecer, puxando os preços para cima.
A vice-presidente do Sinduscon, Larissa Dantas, explica que as empresas não estão lançando devido a crise que o país atravessa e também porque os valores dos imóveis comercializados hoje estão abaixo dos custos que seriam necessários para se construir novas moradias.
No terceiro trimestre de 2016, de acordo com a pesquisa, o melhor desempenho do IVV ocorreu em setembro alcançando 7,37%. Foi o maior valor do IVV residencial dos últimos seis meses.
A pesquisa constatou ainda que o desemprego continua aumentando na construção civil. No trimestre julho-setembro houve uma perda média de 113 postos de trabalho a cada mês no conjunto das empresas pesquisadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *