Indicadores-2

O faturamento da indústria brasileira aumentou 4,5% e as horas trabalhadas na produção cresceram 0,7% em novembro na comparação com outubro na série livre de influências sazonais. O nível de utilização da capacidade instalada ficou praticamente estável em 76,6%, informa a pesquisa Indicadores Industriais, divulgada nesta sexta-feira, 13 de janeiro, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).
No entanto, isso não significa que há um movimento de recuperação da atividade industrial. “A comparação anual dos indicadores continua a mostrar quedas expressivas”, destaca a CNI. Em relação a novembro de 2015, o faturamento registra queda de 9,9% e as horas trabalhadas na produção têm retração de 5,1% e a utilização da capacidade instalada era de 77,5%.

Além disso, todos os indicadores do mercado de trabalho recuaram em novembro frente a outubro de 2016 na série livre de influências sazonais. O emprego na indústria caiu 0,3%, a massa salarial real recuou 2,1% e o rendimento médio real do trabalhador diminuiu 1,5%. Na comparação com novembro de 2015, o emprego teve queda de 5,5%, a massa real de salários caiu 7,7% e o rendimento médio real do trabalhador encolheu 2,3%.

Fiern

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *