new-zealand-pexels-e1489600023553
As vendas de imóveis neozelandeses de luxo aumentaram 21% (Foto: Pexels)

Um número crescente de estrangeiros ricos busca refúgios seguros longe de suas fronteiras

Muitos americanos surpreenderam-se com a notícia em janeiro que Peter Thiel, cofundador da PayPal e da Palantir Technologies, e conselheiro de Donald Trump, tinha cidadania neozelandesa. Durante cinco anos, esse partidário do presidente que criou o slogan “A América em primeiro lugar” ​​manteve em segredo sua cidadania. Em seguida, o governo divulgou detalhes de sua propriedade às margens de um lago na Nova Zelândia avaliada em US$10 milhões.

Um número crescente de estrangeiros ricos vê a Nova Zelândia como um refúgio seguro. Em 2016, investidores estrangeiros compraram apenas 3% das propriedades à venda. Mas as compras concentraram-se no mercado de luxo, que está crescendo com rapidez. As vendas de imóveis no valor de mais de NZ$1 milhão (US$690,000) aumentaram 21% e, como resultado, inflacionaram os preços no país em 13% durante o ano passado. Hoje, a Nova Zelândia lidera o ranking mais recente da inflação global dos preços no mercado imobiliário da revista The Economist.

A Nova Zelândia é um dos muitos países onde o impacto do dinheiro estrangeiro no mercado imobiliário está sendo investigado. Os preços dos imóveis também aumentaram com rapidez na Austrália e no Canadá. Os bancos centrais preocupam-se com os riscos que os fluxos instáveis de capital representam para a estabilidade financeira. O prefeito de Londres pediu a alguns especialistas no assunto que fizessem um estudo sobre a propriedade estrangeira na cidade, depois que os preços dos imóveis subiram 54% em quatro anos.ião & Noticia

Opinião & Noticia

Fontes:
The Economist-Foreign buyers push up global house prices

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *