fipan

Um grupo de empresários da região de Mossoró conferiu de perto as principais inovações que o setor de panificação vem implementando no mercado nacional e principalmente de outros países. Uma missão técnica organizada pelo Sebrae no Rio Grande do Norte levou 21 empresários para a Feira Internacional de Panificação, Confeitaria e Varejo (Fipan), que encerrou na última sexta-feira (28 ), no Expo Center Norte, em São Paulo. Além de participar da programação oficial do evento, os empreendedores potiguares realizam visitas técnicas a empresas consideradas modelo para essa indústria.

A Fipan é a principal feira de negócios da indústria de panificação, confeitaria e de estabelecimentos que atuam no food service de modo geral, tais como restaurantes, pizzarias, bufês e rotisseries, entre outros. A feira é considerada a quinta maior feira setorizada do mundo e 57% do público visitante é formado por proprietários, diretores ou gerentes de estabelecimento. Durante a Fipan, são apresentadas as tendências e os lançamentos do mercado voltado aos operadores do food service.

A missão empresarial dos potiguares à Fipan faz parte das ações do programa de Encadeamento Produtivo Transformadores de Farinha, que é desenvolvido em parceria com o Grupo M.Dias Branco e que já conta com a adesão de 55 empresas mossoroenses. De acordo com a gestora do programa, Erika Medeiros, o Sebrae subsidiou em 30% os custos da participação de 11 dos 21 empresários que foram ao evento.

Segundo a gestora, os integrantes da missão puderam conferir de perto as inovações e tendências do segmento da panificação, além de participarem de cursos, palestras e encontro de negócios com fornecedores. Como parte da atividade, também foi preparada uma agenda de visitas técnicas a empresas paulistas que são referências do segmento de panificação no país. Eles também conheceram as novidades em máquinas e equipamentos e embalagens para os ramos de padaria tradicional, padaria industrial, doceria e chocolateria, restaurantes, pizzarias e lanchonetes.

O Programa de Encadeamento Produtivo Transformadores de Farinha foi lançado em janeiro deste ano e busca desenvolver os pequenos negócios distribuidores e transformadores do segmento de alimentos (panificação, massas e biscoitos transformadores de farinha) participantes da cadeia de valor do grupo cearense para melhoria da competitividade, cooperação e a ampliação de negócios. Entre as ações do programa, estão a realização de cursos e consultorias gerencias e tecnológicas, missões de negócios e técnicas, encontros de negócios, seminários, palestra e oficinas.

Até 2019, serão investidos quase R$ 480 mil nas ações, que visam entender melhor as necessidades das empresas integrantes desta cadeia produtiva e oferecer capacitação e consultoria para o fortalecimento destes pequenos negócios.

Fiern

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *