moeda-flickr
O Brasil tem atualmente R$ 6,3 bilhões em moeda (Fonte: Reprodução/Flickr)

Intitulada ‘Caça ao Tesouro’, campanha visa ‘sensibilizar o público quanto à necessidade de promover a recirculação das moedas guardadas’

O Banco Central (BC) lançou nesta quarta-feira, 30, uma campanha pela recirculação de moedas guardadas. Intitulada “Caça ao Tesouro”, a campanha começará a ser divulgada nas redes sociais a partir de setembro.

De acordo com o presidente do BC, Ilan Goldfajn, cerca de 35% das moedas emitidas no país desde 1994, ano de lançamento do plano Real, estão fora de circulação, esquecidas ou mesmo guardadas em cofres, gavetas ou carros. Trata-se do equivalente a R$ 1,4 bilhão.

Goldfajn ressaltou que “é papel do Banco Central sensibilizar o público quanto à necessidade de promover a recirculação das moedas guardadas, pois o entesouramento, além de contribuir para a dificuldade de troco, motiva a necessidade de produção de novas moedas, cujos custos têm sido crescentes”.

O Brasil tem atualmente R$ 6,3 bilhões em moeda. Ainda de acordo com o presidente do BC, o custo em 2016 de suprimento de moedas no país foi de R$ 243 milhões.

Ilan Goldfajn informou que, no ano passado, “foram postas em circulação 761 milhões de unidades de novas moedas, número 11% superior ao de 2015, quando foi disponibilizado um total de 685 milhões de unidades. Em 2017, até 31 de julho já foram disponibilizadas 434 milhões de novas moedas”.

Opinião & Noticia

Fontes:
Folha de S.Paulo – BC diz que 35% das moedas emitidas no Brasil estão fora de circulação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *